quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Depois.

Depois do milagres, o desastre, fiquei muito feliz pelo feito, meio meio, mas bem feito, a torta salgada. Já me achei dona do pedaço, da cozinha e acabei esquecendo na minha deficiência visual. Alias isso é bem complicado, "Quando penso que vejo bem, vejo que não vejo bem" e o Tico e Teco, ficam brigando entre si. O Tico diz: voce enxerga! por tanto! É capaz, e eu vou toda faceira fazer as coisas da maneira mais normal possível. Daqui a pouco o Teco acorda e me faz lembrar que eu vejo pouco e portanto! preciso tomar cuidado. E nesse vê não vê vou ficando de sacola cheio. Há! Mas mesmo assim prefiro como está. E fui fazer nosso jantar no outro dia, tentei  pegar no armário uma travessa azul, as cores eu visualizo melhor, mas não vi que em baixo desta tinha uma incolor. Lá veio as duas e mais sei lá o que para cima do meu rosto. Tentei pegar o azul, mas ela dançou, girou, entre meus braços e foi se esparramar no chão. O tamanho do barulho foi muito pelo tamanho da travessa, ali jaz duas  travessas, uma incolor toda despedaçada e a azul inteira. Ueba! salvei uma! pensei. Peguei do chão, coloquei para lavar e pronto. Porem mais tarde ao pega la, enchi de aguá, lá estava o buraco no fundo. Meio desenxàbida, pois não poderia brigar comigo, fui para o meu Johon III. Depois na mesa ao buscar algo, lá se foi um prato, incolor. Novamente na cozinha e já com a mente a mil, pensei? será que estou com menos campo visual? Há! Não! me recuso a aceitar isso. pensei alto. Fui pegar um copo para água, lá se foi para o chão! De Novo! Desisti de fazer alguma coisa para comer. Mas não adiantou fui lavar uma vasilha de plástico duro, escorregou, voou e ploft! caíuuuu! adivinhem? Que desfalque na minha já tão pobre cozinha, 5 peças em meio dia. Isso não é normal acontecer. Fiquei irritada e refletindo, chegando a conclusão o que estou careca de saber,  tenho que tomar mais cuidado, que eu tenho pouca visão. Que posso fazer acho que de tudo, mas preciso fazer no meu tempo. Sem pressa, o cuidado deve ser redobrado, poderia ter um galo  cantando na testa! Ou  até uns pontos chorando vermelho. também já fiz depilação a fogo nos pelos do braço, por não vê lo que ainda estava aceso. As vezes me desanimo!!!, tenho que reaprender tudo. Cheguei a conclusão que na real eu tenho é que aprender mesmo, pois agora é que descobri minha casa com suas alegrias. Como tudo tem seu tempo! o meu é agora. Izabel, seja GENTIL também com as louças, pratique a PACIÊNCIA com voce, com o tempo e seja TOLERANTE com a situação. Se conseguires passar por estes, e aprender a lição quem sabe na próxima encarnação, não precisarei do  sofrimento e dor de quase perder a visão. Esse quase pra mim, é Jesus que está me concedendo este aprendizado. É Deus permitindo que os médico façam sua parte, e eu devo fazer a minha. Assim fica justo a divisão. Não! Acham?

5 comentários:

Noemi Szcypula disse...

Menina!, não sei se rio ou se choro, fico imaginando tudo indo pro beleléu, (e mais ainda cozinhando rsrsrsrs).

Izabel disse...

Sabes? que não me lembro de ver um bolo ou algo parecido, que voce tenha feito.

Noemi Szcypula disse...

Minha linda, eu sempre assumi que não sei cozinhar. Mas acho louvavel vc estar se esforçando, só fico vizualinado suas peripécia e acho hilário tudo issso. bjs.

Izabel disse...

Hhehehe! sabe que a "gente" não somos inúteis!!! nós somos artistas né bem! Tá longe o tempo que eu me incomodava quando diziam que eu era preguiçosa, só porque não sou mui amiga de trabalhos doméstico hehehe.Ainda bem que não precisamos arrumar nossos maridos pelo estomago, senão! estávamos encalhada, solteironas até hoje hehehe

Humberto Dib disse...

Izabel, você é uma pessoa muito legal comigo, faz o esforço de ler em espanhol, deixa palavras bonitinhas no meu blogue e, ainda por cima, tem um cantinho muito doce.
Não sou de falar à toa, gosto de você mesmo!!!
Humberto.